semana de 4 de novembro

1. NA TV
Os prêmios de country music CMA Awards na ABC foi o grande vencedor da semana. Fez 16MM e não teve seus números ajustados depois (com DVR). Com evento desses bem populares ao vivo,  a NBC estrategicamente mudou o especial de eliminatória do The Voice para quinta. No cabo, o programa mais visto da semana foi Walking Dead, outra vez, com 13MM. Assim como fez com Breaking Bad (Talking Bad) AMC criou um programa de “debates” que entra no ar logo após o episódio, Talking Dead. E que está indo muito bem de audiência (fez 4.3MM). American Horror Story (FX) é outro destaque no cabo com  2.2MM. Enquanto isso, os programas mais gravados  (DVR) tem sido Big Bang Theory da CBS e Beauty and The Beast do CW (este, dobrando a audiência depois da exibição).
Miss Universo, exibido no sábado à noite (a noite de mais baixa audiência na semana para os americanos) fez apenas 3.9 MM.
Com eleições para governadores esta semana, o grande vencedor foi Chris Christie de New Jersey. Além de ganhar a eleição, esteve em todos os programas de noticias e debates,  também fez sua estréia na sexta em The Michael J. Fox Show. Chris Christie é o provável candidato republicano à presidência em 2016.

Um documentário interessante estreou na sexta, Filthy Gorgeous: The Bob Guccione Story. Criador da revista Penthouse morto em 2010, pode-se dizer que Guccione foi um dos responsáveis pela criação da mulher-objeto. Claro que o documentário não diz isso, muito pelo contrário, mas alguém com meio-cérebro entende.
2. NOTICIAS

Nikki Finke, a fonte de noticias que importam no mundo do entretenimeto, saiu do Deadline, onde estava desde 2006. Nikki é briguenta, fala muito, mas é super bem relacionada e era a primeira a dar noticias sobre qualquer coisa em Hollywood. A reputação do Deadline, que é do grupo Variety, foi muito construida em cima dela. Não vai demorar muito para sua própria marca crescer. O site, em construção, é uma gota de sangue, engraçado: http://nikkifinke.com/   (eu deveria fazer o mesmo…)

O Today Show (NBC) anunciou esta semana que vai cobrir ao vivo a primeira viagem comercial ao espaço do foguete Virgin Atlantic.  Serão três horas de cobertura e os passageiros são Sir Richard Branson e seus dois filhos, Holly and Sam. Sem data prevista.Há mais ou menos um mês, a NBC já tinha anunciado um reality sobre esta viagem com Mark Burnett produzindo no campo de treinamento no Novo México.

Aliás,  os apresentadores homens do Today estão participando de no-shave-november, quando os homens não fazem a barba por um mês em prol da prevenção do câncer. E esta semana dois deles fizeram um exame de próstata ao vivo durante o programa (Matt e Al entraram numa sala de terno, saírem de camisolão, entraram noutra sala, fecharam a porta e quando saíram a cobertura tinha sido feita…!). Mas o Today já tinha exibido algo assim no passado, no ano 2000, quando Katie Couric ainda era apresentadora, ao mostrar ela fazendo uma colonoscopia. Foi emocionante porque o marido dela morreu de colon cancer e ela falava sobre isso durante a preparação no dia anterior e durante o exame. Fez quase 7MM de audiência e realmente teve um efeito.

Duas miniséries policiais de época celebram o Natal americano este ano: Mob City, por quatro noites a partir de 4/12 na TNT sobre gangsters de LA dos anos 40 e Bonnie and Clyde, por duas noites (8 e 9 de Dezembro) em três canais do grupo A&E: A&E, History e Lifetime.Bonnie & Clyde tem produção da Sony e será estrelado por Emile Hirsch e Holliday Grainger. Embora a minisérie exibida seja a mesma, o posicionamento é que varia nos três canais, o que possibilita três patrocínios diferentes: é posicionado como uma história de amor no Lifetime, um policial no A&E e um romance histórico no History.

E no dia 5, tem o musical Sound of Music na NBC, com Carrie Underwood e Stephen Boyer. NBC acabou de liberar um teaser: http://www.youtube.com/watch?v=D8SsHK6mEjg#t=0

 
3. DESENVOLVIMENTO
Com American Dad indo para a TBS, a Fox encomendou uma nova animação para Seth McFarlane, Bordertown (13 eps) sobre imigração e as mudanças culturais dos EUA.  A série se passa numa cidade fictícia na fronteira com o México e vai narrar as vidas dos vizinhos Bud Buckwald, um americano agente da Border Patrol que se sente ameçado pelas mudanças etnicas do bairro, e Ernesto Gonzales,um orgulhoso mexicano que está “vencendo na America”.Spielberg vai fazer uma série de verão para a CBS, Extant, com Halle Berry fazendo papel de uma astronauta tão importante que muda o rumo da historia.

Co-criadora de Hung (HBO), Colette Bruson está escrevendo uma comédia para NBC em parceria com Anne Heche, que também deve estrelar a série. Trata-se de uma gerente da área de Beleza e Cosméticos de uma department store de 43 anos chamada Poppy que questiona tudo sobre amor e relacionamentos. Com ajuda de sua irmã, que é hilária, suas colegas de trabalho mal-amadas e uma variedade de clientes, Poppy tem uma visão antropológica e cômica do que significam amor e sexo para as mulheres. Será produzida pela Universal TV.

Noticias de desenvolvimento da ABC:
Com a 20th Century Fox, está fazendo American Monster (dos mesmos criadores de 21 Jump Street), sobre uma mulher levemente desajustada que se torna uma celebridade por cometer o crime do século.  A criação é de Kristen Schaal, colaboradora do Daily Show.
Com ABC Studios, comprou os direitos da BBC de Bad Education, uma comédia para ser lançada no ano que vem, An American Education. No papel principal, o comediante inglês Jack Whitehall vai fazer um professor inglês vivendo em San Diego e nada convencional.
Também com ABC Studios, desenvolvendo uma comédia sobre três homens aos 60, que costumavam jogar basquete juntos e se encontram depois de muitos anos, provando que a amizade ainda resiste. Imediatamente se compara com Golden Girls.
A apresentadora Kelly Ripa estea desenvolvendo junto com o marido para ABC Studios uma comédia chamada Poor Pam, sobre aquela amiga que todo mundo tem pena: solteira, desempregada e vivendo na sombra da irmã, mas Pam sempre olha para o lado positivo.
A ex Housewife Eva Longoria desenvolvendo mais dois projetos: uma comedia para NBC e um drama para Lifetime (para quem já fez Devious Maids). A comédia para NBC é com o comediante de standup Erik Rivera e é inspirado no George Lopez Show (que também começou com uma atriz, Sandra Bullock, como produtora apoiando o jovem comediante latino, George Lopez). O drama para Lifetime chama-se Blackout e é uma novelinha de uma das roteiristas de Revenge, centrada numa mulher que fracasssa na carreira e volta para a cidadezinha de onde saiu, que é governada pelos irmãos. Enquanto ela tenta se aproximar da família, o assassinato de uma jovem faz com que ela tenha de encarar seus próprios demônios internos.

A comediante Molly Shannon desenvolvendo uma comedia single camera para a Fox uma mulher, Fiona, que, no topo da carreira , entra em conflito com a filha grávida que não faz nada e não sai de casa.
E o assunto está em voga, vá lá saber porquê: History considera refazer a minisérie Roots, sobre a escravatura, em 8 episódios. Quando foi exibida em 1977 pela ABC,em 12 horas, a minisérie foi um fenômeno. 50% das TVs no país assistiram o último episódio.
4. OUTROS

Vários artigos analisando a nova temporada de TV. Os indefectíveis “boletins” com ganhadores e perdedores estnao saindo e a conclusão que se chegou foi que apenas 7 séries melhoraram os horários emq ue foram programadas:  Sleepy Hollow (FOX), Marvel’s Agents Of S.H.I.E.L.D. (ABC), The Originals (CW),  Brooklyn Nine-Nine (NBC), The Goldbergs (AMC) Dracula (NBC) e MasterChef Jr. (Fox).

O melhor jornalista de TV por aqui é Brian Stelter, do NY Times. Aqui está seu “boletim” sobre as comédias: http://www.nytimes.com/video/arts/television/100000002541403/tv-talk-reality-check.html?ref=media

Outra resenha interessante foi da Entertainment Weekly, dizendo que estes populares seriados com milhões de twists e plots por episódio já está cansando. As séries que mais estão sofrendo com isso são Homeland, Scandal e New Girl, que a jornalista chama de speed plotting.