semana de 1º de setembro

NA TV

A morte de Joan Rivers provocou mais uma comoção geral na TV. Hilária, visionária, inovadora, ela estava no ar até uma semana atrás, com seuFashion Policeno E!. Com a noticia da morte na quinta à tarde, os late-night tiveram tempo de falar sobre Joan nas suas edições de quinta, todos com emoção (o Huffington Post fez a compilação: http://www.huffingtonpost.com/2014/09/05/late-night-hosts-joan-rivers-tribute_n_5771478.html?utm_hp_ref=joan-rivers ) A sexta e o sábado foram cobertos de documentários especiais em sua homenagem em dezenas de canais, entre eles ABC, NBC, E!, Bravo, Showtime, TV Land, ITV, WE (20/20, doc da ABC bateu o Dateline da NBC e ganhou a noite de sexta)

History estreou sua minissérie-evento Houdini, com  Adrien Brody, no feriado da segunda e fez ótimos 3.7 milhões. Foi a minissérie mais vista este ano, mas ficou só em 5º lugar no ranking da TV a cabo do dia (os primeiros foram football e WWE). Na TV aberta, Master Chef American Ninja Warrior empataram no 1º lugar, com 5.8 milhões. E a CBSapresentou um grande promo de sua programação do outono, fazendo ótimos 4.6 milhões.

Outro destaque da semana foi a volta do futebol americano (NFL)  na quinta. O kickoff anual deu a NBC o 1º lugar no ranking com número alto, 23 milhões. E duas curiosidades: o Investigation Discovery subiu 7 posições no ranking chegando ao nº 18 entre A25-54 e 14 entre Mulheres 25-54 graças a o melhor mês de Agosto de sua história. No daytime, ID é o quarto canal a cabo entre mulheres 25-54. E a maratona de 12 dias dos Simpson’s (todos os episódios) no FXX fez o canal subir da 49ª posição em primetime para a 1ª entre A18-49. Bart power!

Hoje estréia Utopia, o reality/experiência social da Fox, que reúne um grupo de 15 pessoas num lugar remoto no norte da California para formar uma nova sociedade e “repensar as bases da civilização”. O site está live streaming há uma semana e  já atraiu mais de 1 milhão, com média de permanência de 23 minutos. E mesmo sem ainda estar no ar, vários já estão totalmente nus, outros já se atacaram feito gato e cachorro e outros já estão passando por situações grotescas. Os primeiros 5 minutos explicando a premissa já estão abertos: https://www.youtube.com/watch?v=ImWaJAc-AL8

E Jimmy Fallon voltou a ter um video viral popular (10mm), graças a Adam Levine fazendo imitações de outros cantores: Aliás Adam Levine está diversificando suas atividades. Além do The Voice (e Maroon 5) acabou de fechar com NBC o desenvolvimento de uma comédia semi-autobiográfica, Kids in America, sobre um garoto que quer ser estrela de rock e sua família nada convencional (os pais de Adam tem uma conhecida marca de roupa em Los Angeles)

Muito engraçada a nova campanha da IKEA, satirizando os promos da Apple.: https://www.youtube.com/watch?v=MOXQo7nURs0#t=75

NOTICIAS

The Hollywood Film Awardsé um prêmio que existe desde 1997, mas jamais foi televisionado. Até este ano, quando será exibido ao vivo pela CBSem 14 de Novembro, com red carpet antes e pós-show, apresentado pelos jornalistas da manhã da CBS (Gayle King, Charlie Rose).  A produção é de Dick Clark Productions.

A+E Networks, que é uma JV entre Disney e Hearst, está investindo 250 milhões em Vice Media por 10% stake da companhia (não entendo o fascínio que Vice provoca), um anuncio que vem poucas semanas depois da noticia que Time Warner estava interessada em se associar a eles (sendo que a Fox já tem 5% ). O investimento vai garantir mais uns bons três anos de programação desta marca que começou como uma revista gratuita de música e estilo de vida com target masculino jovem, passou para um canal de You Tube com approach jornalístico-radical (Dennis Rodman na Coréia do Norte, por exemplo) e agora só faz este tipo de jornalismo, com uma série de 12 episódios na HBO já na terceira temporada.

DESENVOLVIMENTO

Lars von Trier vai escrever e dirigir um drama para a TV, The House that Jack Built, mas só em 2016. Sua última série TV foi em 94 e fez algum sucesso internacionalmente, o drama hospitalar The Kingdom.

Depois de uma ótima quinta temporada de The Good Wife,os criadores Robert Michelle King assinaram com a CBS por mais três anos para continuar com Good Wife e desenvolver novos projetos. Eles já venderam um novo, chamado Brain Dead, uma comédia de humor negro que se passa nos bastidores da política em Washington.

NBC está desenvolvendo Better Late Than Never, um reality baseado no formato sul-coreano Grandpas Over Flowers. Craig Zadan and Neil Meron (que produziram The Sound Of Music Smash para NBC) vão produzir. Em Better Late Than Ever, quatro atores mais velhos viajam de mochila por países da Ásia, com um jovem empregado/assistente para serviços gerais.  O original durou duas temporadas e o elenco era de atores de 70/80 anos que viajavam pela Europa.

Mais noticias de desenvolvimento na  NBC:

um drama de exorcismo chamado The Possession of Maggie Gill, sobre uma família de classe média que passa a ter experiências paranormais ao mesmo tempo que uma série de crimes brutais é investigada por detetives locais.  Aparentemente a culpa vai ser de Maggie, a filha de 15 anos da família Gill, que está possuída pelo demônio.

A comédia The One That Got Away, sendo produzida pela Fox, sobre uma mulher que muda para Miami 15 anos depois do colégio, reencontra os amigos e tenta começar um relacionamento com uma antiga paquera.

E uma minisérie de 10 episódios sobre os Dez Mandamentos mas nos dias de hoje, Decalogue, baseada em um projeto dinamarquês.

Fox vai produzir com Jerry Bruckheimer uma série-evento de 6 episódios baseada numa música de sucesso da cantora country Carrie Underwood.Two Black Cadillacs será escrita por Ildy Modrovich, de Necessary Roughness, e vai contar a história de duas mulheres (uma a esposa, outra a amante) que descobrem que o marido/amante as trai com uma à outra e resolvem assassiná-lo juntas.

HBO está desenvolvendo Elisabeth, uma história romântica para ser protagonizada (e produzida) por Patricia Clarkson, que se passa no mundo da política internacional.

Showtime está desenvolvendo um drama (de época) baseado na vida da poeta Mary Karr para ser protagonizado por Mary Louise Parker (de Weeds). 

Depois do sucesso de Arrow e The Flash, Greg Berlanti está desenvolvendo para a Warner um drama baseado numa personagem de quadrinhos, Supergirl que foi criada por Otto Binder em 1959. Será a segunda super-herói feminina na TV: Marvel está pré-produzindo Jessica Jones para Netflix.

OUTROS

Na home do Varietyontem, reportagem sobre o crescimento da TV paga no Brasil, com quote de AP:http://variety.com/2014/tv/news/brazil-pay-tv-internet-booming-1201298323/