semana de 9 de agosto

NA TV

No World Lion Day (não sabia que sequer havia um) e na cola do furor causado pela morte de Cecil,  a PBS passou a promover um novo documentário sobre leões, Gorongosa Park: Rebirth of Paradise, sobre o rejuvenescimento de um oásis da vida selvagem em Moçambique. São 3 episódios, que estreiam primeiro online (dia 16) e depois na TV (dia 22 de Setembro).  O  Mashable também dedicou uma edição especial com fotos lindas de leões ao natural.

Screen Shot 2015-08-14 at 5.53.37 PM
Também na PBS esta semana e reprisado várias vezes, Downton Rediscovered, um especial recapitulando as 5 temporadas de Downton Abbey, com entrevistas com os atores, mais Julian Fellowes e produtores. A série só volta dia 3 de janeiro, mas a 6ª temporada terminou de filmar este mês, gerando uma inifinidade de fotos, tweets e vídeos. Aqui um Storify recente e os últimos dias de Downton no Instagram e Twitter.

Na sexta um dia histórico para os EUA e Cuba, com a abertura da embaixada americana em Havana. NBC fez a cobertura mais completa, com seu Nightly News (com Lester Holt) inteiramente de lá. A ABC acabou não conseguindo autorização para levar seu caminhão de satélite (embora algumas colunas digam que é mais uma competição entre as duas divas do jornalismo da ABC, George Stepanopoulos e David Muir). Fox, CNN e CBS mandaram repórteres.

A HBO começou a promover a esperada série de Martin Scorsese, Mick Jagger e Terence Winter (e o genial George Mastras), Vinyl, sobre o rock dos anos 70, com Bobby Cannavale no papel principal. Cannavale interpreta Richie Finestra, presidente de uma gravadora tentando salvá-la em meio à crescente popularidade do punk, disco e hip-hop. Também no elenco Olivia Wilde, Ray Romano, Ato Essandoh, Max Casella, P.J. Byrne e outros. Série mesmo, só em 2016.

NOTICIAS

Os grandes grupos de mídia perderam 60 bilhões em três dias na semana passada, um grande baque para a indústria. Como consequência, segundo Jimmy Schaeffler, um consultor de TV paga no Grupo Carmel, se aceleraram discussões em torno de novos merges entre empresas de tecnologia e conteúdo, Ele afirma que Netflix deve anunciar uma parceria com um dos grupos de mídia tradicionais. Já outros analistas sugerem que a maneira de prevenir novos estragos é controlar o conteúdo. Isso tudo só foi agravado com os relatórios da MoffettNathanson divulgados  na semana passada, mostrando um segundo trimestre difícil para programadores: este foi o nono e pior trimestre indicando queda de assinantes: 236 mil domicílios a menos e queda de faturamento de publicidade de 2.7%

A polêmica colunista de Hollywood, Nikki Finke, começou um novo blog, só que de ficção. Hollywood Dementia vai mostrar apenas contos e crônicas tendo como tema, a indústria do entretenimento. Logo na estréia, há contos dela mesma, da filha do diretor Peter Bogdanovich, Antonia, e até do advogado de Tom Cruise, Bert Fields, entre outros.

Quem também está diversificando sua atuação é Diego Luna, que anunciou o lançamento de um estúdio multi-plataforma especializado em branded content. Gloria, o estúdio, foi criado em parceria com o produtor Pablo Cruz e o veterano produtor americano Eric Bonniot, já arregimentou nomes importantes do mercado latino e abriu escritórios em Los Angeles e na cidade do México.

MARKETING e OUTRAS PLATAFORMAS

Periscope anunciou via blog que ultrapassou os 10 milhões de usuários apenas quatro meses depois de seu lançamento.  O aplicativo, que promove live streaming pelo celular, era só mais uma “coisa” até pouco tempo atrás. Mas está tomando proporções fenomenais, atraindo –claro– celebridades. Periscope informa que o que está se vendo diariamente é o equivalente a décadas de material: 21 milhões de minutos a cada 24 horas. Numa entrevista com a Fast Company, o CEO do Periscope atribui o sucesso à possibilidade de promover empatia e confiança. O aplicativo, que pertence ao Twitter, é o novo brinquedo favorito de celebridades omo Madonna (rainha absoluta de marketing), Jimmy Fallon, Aaron Paul, Mario Batali, Jamie Oliver, Shonda Rhimes, Schwarzenegger e tantos outros(até Rita Lobo). Aliás a competição entre Meerkat e Periscope é tal que o Ad Week fez uma lista comparando que celebridade está em que plataforma: http://www.adweek.com/news/technology/here-list-celebrities-who-are-already-meerkat-and-periscope-163744

Aproveitando a onda, Facebook lançou um aplicativo semelhante, mas só para celebridades, usando o argumento de que é uma nova maneira de se conectar com os fâs. As primeiras a usarem o novo aplicativo são The Rock, Serena Williams, o cantor country Luke Bryan, Lester Holt da NBC, Martha Stewart Michael Bublé.

Mas para tornar as notícias do dia mais palatáveis, o Wall Street Journal botou na rua o seu food truck de sorvete este verão. A promoção dura até setembro, o sorvete é de graça e na verdade é um jogo de palavras com “scoop”, que significa bola de sorvete. O food truck se chama WSJ Scoops e tem o tagline de The Markets Don’t Take a Summer Vacation  (o mercado financeiro não tira férias de verão).                                                                        Screen Shot 2015-08-14 at 11.47.05 AMThe Walking Dead e AMC estão preparando o lançamento da nova temporada  com dois grandes eventos. O primeiro é  um game (para aparelhos portáteis), The Walking Dead: No Man’s Land, onde  Norman Reedus (Daryl Dixon) dubla seu próprio personagem e guia os jogadores a combater os walkers. O desafio do jogo  é escolher quem ajudar e de quem receber ajuda na sobrevivência do apocalipse zumbi e a qualidade da imagem é excelente: https://www.youtube.com/watch?v=tkq4hzO3tYY  E o outro evento é um concurso que dá a oportunidade a dezenas de fãs participarem da pré-estréia  no Madison Square Garden em NY em Outubro, com 18 integrantes do elenco, red carpet, painel com os atores, etc. Serão 10 fãs sorteados por dia e cada um recebe dois ingressos. Tudo parte do New York Super Week (a versão deles de Comic Con).

 

DESENVOLVIMENTO

No dia da NBC no TCA, vários anúncios: eles procuram um apresentador para substituir Trump em The Apprentice, estão desenvolvendo uma comédia com Mike Schuur (do The Office) chamada The Good Place sobre o que significa ser uma boa pessoa, outra com Tina Fey sobre uma âncora de telejornal cuja mãe começa a trabalhar na mesma empresa e Powerless, workplace comedy tipo The Office, mas com super heróis trabalhando numa seguradora. Ah, e Jimmy Fallon renovou seu contrato até 2021.

Acabou o TCA, a conferência que reúne críticos de TV e repórteres americanos e canadenses (e o João Fernando do Globo, aparentemente) para ouvir executivos de programação, autores, produtores e elencos das séries que vão estrear na nova temporada que começa no mês que vem (enfim!). Foram 17 dias. Algumas notícias eu já mandei, portanto, telegraficamente aqui vão apenas alguns highlights: Netflix cancelou Lilyhammer; MTV renovou Scream,Antonio Banderas será um detetive na nova série do Starz, Havana Quartet; Showtime renovou Ray Donovan e Masters of Sex, FX renovou The Strain; Twin Peaks começa a ser filmado em setembro e a Universal está desenvolvendo um remake de Xena.

A febre de adaptações de filmes para séries de TV continua. Já sabemos que vamos ver séries como Rush Hour e Limitless, em desenvolvimento na CBS, Minority Report Urban Cowboy, na Fox Uncle Buck na ABC.  Esta semana a CBS anunciou o desenvolvimento de Training Day, o CW resolveu fazer The Notebook, de Nicholas Sparks, começando onde o filme terminou, e o terrir Friday the 13th; NBC desenvolve Red e por fim, ABC decidiu produzir Flamingo Kid, filme de Garry Marshall de 84, com Matt Dillon.

Depois de Tut, que foi OK de audiência, Spike TV vai continuar investindo em ficção e encomendou 10 episódios de Harvest, para Jerry BruckheimerHarvest é um drama que já esteve em desenvolvimento no A&E e conta a história de um pai com dois empregos para poder sustentar a filha adolescente: de dia, ele trabalho num cemitério, e à noite, enfermeiro. Dos mesmos roteiristas de 12 Monkeys.

 

FOOD FOR THOUGHT

Na semana passada, enviei o link com David Nevins, CEO do FX, falando do excesso de programas na TV. É o tipo de frase que repercute e foi notícia em toda mídia especializada. Esta, em especial, a Broadcasting & Cable, chamou atenção para os gastos estúpidos e que “vivemos o ápice de produção de ficção”.

Nancy Dubuc, de volta ao spotlight, lista as 6 qualidades de ser uma CEO igual a ela (que começou como gerente de programação do History e hoje é CEO de todo A&E Networks)http://www.thewrap.com/countdown-to-thegrill-6-ways-to-be-a-boss-like-a-e-networks-ceo-nancy-dubuc/