semana de 20 de setembro

NA TV
Uma semana movimentadíssima! Além das estréias, a constatação de que o Papa é realmente pop…. Aos gritos de “Francisco, Francisco” e uma cobertura de imprensa feérica, digna de um furacão, o papa chegou aos EUA na segunda, mudando a programação de todos os canais abertos e jornalísticos praticamente a semana toda.  Mas a partir das 8 da noite,  finalmente chegaram as estréias! E foram milhões na frente da TV, com o telefone na mão,  fazendo do Twitter uma grande família no sofá.  Os destaques:

Segunda:

Life in Pieces e Scorpion se deram bem na CBS (11.5 milhões entre A18-49), graças a seu lead in de Big Bang Theory, que estreou com um casamento (Penny e Leonard) e uma super audiência, 18.2 milhões, A18-49
Blindspot, a história da mulher com amnésia e pistas tatuadas pelo corpo fez 10.6 milhoes na NBC, programado logo depois de The Voice (12 milhões). É bem dirigido. Os números são altos, mas ainda tinha futebol no cabo, com mais de 25 milhões na ESPN. No Live+3, Blindspot subiu para 15.2 milhões.
Minority Report
fez só 3.1 milhões

Terça:
The Voice (12 milhões A18-49) na NBC
Scream Queens teve uma estréia duas horas na Fox, fez 4 milhões, mas foi campeão do Twitter. Muppets (ABC) fez mais que o dobro na mesma hora: 8.9 milhões entre A18-49.
Limitless (CBS), que é muito bom, fez quase 10 milhões (17.69 milhões se ampliar para A 24-54)
NCSI New Orleans (CBS) outro estrondoso sucesso fez 17 milhões totais (12.6 entre A18-49)

Quarta:
A esperada volta de Empire, com uma enxurrada de participações: Andre Leon Talley, Marisa Tomei, Chris Rock, Ludacris, Reverendo Al Sharpton. A audiência continua lá: 16.2 milhões e 1.3 milhões de tweets (bem mais divertidos que o episódio).
Modern Family também voltou (9.3 milhões) Black-Ish tentou criar controversia para seu retorno na quarta, divulgando o episódio como o que “tratava da ‘n-word’ (mas fez “apenas” 7.3 milhões)
E no cabo, o campeão da noite foi South Park, tocando em assuntos contemporâneos de forma chocante (sempre me pergunto  como eles conseguem?):Caitlin Jenner atropela um pedestre e Donald Trump é estuprado e morto a pauladas.
.
Quinta:
TGIT ABC localTGIT, a quinta de Shondaland na ABC  fez 10.2 milhões e foi campeã do Twitter (com todo elenco). Durante os três programas, o elenco anunciava que Shonda Rhimes estaria no late night de Jimmy Kimmel (tratada como estrela de rock, emagreceu uns 400 kilos). Em LA até o jornal local da ABC se refere à quinta feira como TGIT.
Heroes
e The Player fizeram 6 milhões na NBC. A reprise de Scream Queens (Fox) mais 2.1 milhões. E estes números todos mais baixos porque a CBS tinha futebol (16 milhões).

Sexta:
Na volta do campeão das sextas, Shark Tank (ABC), Ashton Kutcher faz participação especial (como um dos sharks). E Amazing Race CBS) estreou sua 27ª temporada com um episódio no Rio de Janeiro.

No late night, Jimmy Fallon fez uma paródia muito engraçada de Empire na terça, mas Stephen Colbert teve o imã de audiência Donald Trump e ganhou a noite (3.7 a 2.8 milhões A 18-49)

Brian Williams casou a filha no sábado e fez sua volta triunfante na MSNBC na terça para a cobertura do Papa. Mas como o Twitter não perdoa ninguém, imediatamente começaram a jorrar piadas e “causos” sobre Brian e o Papa #BrianWilliamsPopeStories.
MARKETING E OUTRAS PLATAFORMAS
network-live-tweets_-_h_201558 séries estréiam entre esta semana e a próxima. E porque muitos já descobriram o filão, Twitter  está inundado de atores tuítando durante seus programas sobre segredos das gravações, comentários sobre o figurino e detalhes de produção. Há 10 anos, Twitter nem existia. E há 5, isso era impensável. Mas saber que você pode estar conversando com Shonda Rhimes, Mike Schur ou Gina Rodriguez, certamente tem consequências na audiência, já que torna a exibição do episódio num evento (este, sim, o futuro da televisão). Segundo o Hollywood Reporter, os números de audiência de Empire são diretamente proporcionais ao Twitter.  E aqui, alguns endereços de showrunners, que acabam revelando um pouco mais sobre suas séries.

tweet scandal

Mas o marketing de TGIT este ano está se superando. Além do elenco tweetar ao vivo e as três séries serem promovidas juntas (de onde vem o branding #TGIT, Thank God Its Thursday), a ABC fez um acordo com o Twitter e há emojis exclusivos para Shondaland. Durante toda a semana quem twitasse o emoji + o título da série, recebia uma cena exclusiva. Fiquei tão impressionada que eu mesma tweeted (algo que não faço nunca) e realmente recebi uma cena, funcionou direitinho!

Alan Sepinwall escreveu uma coluna interessante na quinta, falando de como é entrevistar Shonda Rhimes: ela só responde o que quer e da maneira que ela quer, não importa a pergunta.

 A divisão de branded content do Wall Street Journal foi responsável pelo super anúncio multimídia de Narcos, do Netflix, que mistura entrevistas em vídeo com detetives, mapa interativo e reportagem. Chama-se Cocainenomics e tem versões em duas linguas, espanhol e inglês. Eles já tinham feito algo semelhante com o New York Times, para promover OITNB e The Atlantic para promover House of Cards091213-louboutin-app-340

Uma outra maneira criativa de usar o twitter vem de Christian Louboutin (e não precisa comprar sapatado algum): a marca lançou um aplicativo chamado  Louboutinize, editando fotos usando uma série de filtros a qualquer foto. Três delas Rouge, que é a cor da sola, Legs, que adiciona pernas a qualquer de forma cômica, e Crystallize, que dá um efeito de kaleidoscópio (promovendo o esmalte). ,

Antologias são comuns desde os tempos do rádio nos anos 50. Na TV, ficaram populares com Twilight Zone e Hithcock Presents e voltaram à moda nos anos 80 com as antologias de horror e agora outra vez, graças a Ryan Murphy e o FX: American Horror Story, que estréia sua quinta temporada no dia 7 de Outubro, Fargo, que estréia dia 12, e American Crime Story: The People Vs. OJ Simpson, que estréia só em Fevereiro, mas que já tem teaser no ar.  É um caso interessante porque, mesmo com histórias e elenco diferentes, a “marca” carrega reconhecimento através de cada temporada. True Detective, por exemplo, Heroes (estréia esta semana na Fox) e X-Files, que estréia em janeiro.

INSIGHTS, FOOD FOR THOUGHT

O release da Netflix divulgando em que episódio o espectador fica fã deve ter sido mundial. Já o Instituto de Pesquisa Nielsen divulgou um estudo sobre a hora do dia que mais se conecta com conteúdo (TV, rádio, computador ou smartphone). E este gráfico da Ad Age mostra qual é o horário “pico” do Instagram, a que horas se postam mais fotos e mais alguns números sobre a relação do consumidor entre Twitter e TV.

Segundo uma pesquisa da Ampere Analysis divulgada esta semana, a Netflix vai ter ao menos 130 milhões de assinantes até 2020 e vai gastar US$6bn por ano em conteúdo (mas vai reduzir as aquisições em 2017).  Seu competidor mais próximo será Amazon com 50 milhões de usuários. Só a verba de produção original será de $5 bilhões em 2016 e crescer 1 bilhão por ano até 2018. O que a Netflix confirma até agora é ter 63 milhões de assinantes este ano em 50 mercados.

A temporada de TV começou com enorme quantidade de programas e muita ansiedade no mercado publicitário, segundo o NYTimes.

INSPIRAÇÃO

No ano passado, a BBC Four cirou uma série de IDs para promover seus programas sobre o movimento abstrato e artes visuais. Funcionou tão bem que este ano fizeram de novo, IDs que promovem sua programação dedicada à arte pop. O visual é lindo.

Este comercial do Airbnb é para o mercado asiático e foi feito em Cingapura. Tem todos os clichês de Paris, mas o faz de uma maneira completamente diferente, usando técnica de zoetrope e uma cidade em miniatura.