semana de 26 de outubro

NA TV

Supergirl (da CBS) era uma das estréias mais esperadas desta temporada e não decepcionou: fez 13 milhões ao vivo (número que vai crescer uns 45% com o Live+7).  Junto com Blindspot (NBC), são as duas novas séries de maior sucesso por enquanto, as duas coincidentemente produzidas por Greg Berlanti, as duas coincidentemente (ou não) dedicadas a girl power. Supergirl é divertido, mas uma história de super herói clássica com uma pontinha de feminismo, que aliás, está tendo um novo momento.

Jimmy Fallon, depois de cortar a mão OUTRA VEZ no fim de semana, anunciou feliz na terça que ele vai ter sua própria atração em Univeral Studios. Só fica pronta em 2017 e sua Race Through New York Starring Jimmy Fallon será em 3D e como a de Harry Potter, mas que “ao invés de Harry Potter, vai se ouvir a voz dele e ao invés de Hogwarts, será New York City.”

Ainda no tópico do late night, Stephen Colbert foi brilhante esta semana: depois de ouvir Donald Trump dizer que ele “começou por baixo, com um pequeno empréstimo do pai de apenas 1 milhão de dólares…quase nada…”, ele desafiou Trump a assinar um cheque para um organização que pode dar a mesma chance que ele teve a muitos.

Uma curiosidade sobre a audiência: a do target do mercado publicitário (Adultos 18-49) continua favorecendo esporte da NBC, CBS e Fox (com o baseball agora ressurgindo em popularidade na Fox graças à classificação do New York Mets) e The Voice, mas a audiência mais “rica” está priorizando a ABC, com sua quarta de comédias e quintas de TGIT (séries de Shondaland).today-show-800

E sexta foi dia de todos os jornalistas de todos os programas da manhã  (e alguns da tarde) soltarem a franga e se fantasiarem para o Halloween. Esses aí do lado vestidos de Peanuts são do Today (NBC).

 

 

NOTICIAS E OUTRAS PLATAFORMAS

Ellen está lançando um livro de decoração chamado Home. As fotos são das casas que ela tem ou já teve e que foram renovadas nas suas mãos. Custa $35 e foi publicado pela Hachette.

Josh Elliott, Sam Champion, Joan Lunden, Diane Sawyer, Charles Gibson e mais uma série de ex-apresentadores do GMA vão voltar ao programa para celebrar seus 40 anos. Como parte da festa, a ABC vai stream ao vivo 40 horas ininterruptas  de GMA, das 5 da tarde do dia 17 até as 9 da manhã do dia 19. Todos os ex-apresentadores vão passar por lá, terminando com os atuais:  Robin Roberts, George Stephanopoulos, Lara Spencer, Amy Robach e Ginger Zee.

3052867-slide-s-0Alguns hábitos do assinante da Netflix foram divulgados esta semana: o espectador está assistindo o dobro de conteúdo de TV do que há 3 anos, numa média de 10 episódios de TV e 4 filmes por semana. 25% de seus assinantes tem o hábito de binge, assisitindo 3 ou mais eps. numa sentada.  Netflix está com 69.17 milhões de assinantes e ainda no firme propósito de dominar o mundo, anunciou o lançamento de seu serviçø de SVOD nos Emirados Arabes.

O rebranding da Netflix,  que tinha como objetivo unificar a marca ao redor do mundo, também terminou e a Fast Co. fez uma matéria mostrando as novidades e diferenças

Yahoo admitiu o “fracasso” na sua tentativa de ser percebido como veículo de séries de TV de qualidade, revelando que perderam U$42 milhões no investimento de séries de ficção (Community, de Dan Harmon e as comédias originais Sin City Saints e Other Space). Segundo o Variety  o erro foi de estratégia e plano de negócios (eles tentaram o mercado publicitário de TV). Os lucros do Yahoo este trimestre foram de $1.23 bilhões, 3 milhões a menos do que a projeção.

Com a intenção de tornar a relação com seus usuários mais pessoal Facebook anunciou que em breve suas notificações vão oferecer mais informações, como eventos acontecendo em volta do usuário, filmes e restaurantes mais próximos, lembretes de programas de TV que estão por começar, etc. Serão notificações opcionais (atualmente recebemos notificações apenas quando um amigo interage).

DESENVOLVIMENTO

Bravo já está escalando o elenco de sua comédia de humor negro, My So Called Wife, escrita por Adam Brooks e Paul Adelstein para Universal. Na série, uma mulher malandra e maquiavélica, brilhante na arte dos disfarces faz com que homens e mulheres se apaixonem por ela. Ela casa com ele/ela e some com o dinheiro, com segredos suficientes para que não chamem a polícia. As coisas se complicam quando uma de suas vítimas conhece uma vítima anterior e ambos resolvem acabar com a farsa.

AMC vai produzir uma série unscripted de 6 episódios com um dos protagonistas de Walking Dead, Norman Reedus, sobre sua paixão por motos. A série vai percorrer os EUA com Norman e alguns de seus amigos explorando o mundo das motocicletas. Ride with Norman Reedus é para o ano que vem.

Netflix está desenvolvendo um drama para Selena Gomez produzir baseado em um best sellers para adolescentes chamado 13 Reasons Why. A história é sobre uma menina que se suicida, contada por um menino que recebe uma caixa contendo uma série de fitas gravadas pela menina antes de morrer (ou as 13 razões porque ela se suicidou).

OUTROS

Uma nova onda feminista está crescendo gradual e continuamente. Da nova campanha da Ms. Foundation (organização dedicada à igualdade social, política e econômica), #MyFeminismIs, à estréia de Supergirl e a newsletter de Lena Dunham, há geral receptividade ao tema. Tanto que chegou às “statement T-shirts” usadas por celebridades e artistas sempre que possível. Estas três são de um estúdio de Los Angeles (Otherwild, que recriou o slogan usado pela primeira livraria dedicada à mulher em NY, Labyris Books), de outro de NY (Prinkshop) e a sweater criada por Rachel Antonoff que virou moda.

Screen Shot 2015-10-29 at 7.38.18 PM

Lenny, aliás tem tido artigos bem interessantes toda semana sobre igualdade entre os sexos — foi lá que Jennifer Lawrence escreveu sobre igualdade de salários, artigo que ganhou bastante projeção, a própria Lena entrevistou Gloria Steinman há duas semanas.

A propaganda comunista na China, quem diria, ganhou um upgrade. Este vídeo se tornou viral esta semana pelo visual supreendente, que tem influência de Terry Gilliam e Monty Python e um refrão pop.  O vídeo serve para explicar o 13º plano de 5 anos do governo.  É curioso. A China bloqueia o uso do Twitter para os chineses e é comum aparecerem inesperadamente vídeos de propaganda em inglês para estrangeiros.