semana de 25 de abril — Kelly Ripa volta, Ellen faz seu Chegadas e Partidas, Maison Troigros na Netflix

NA TV

A volta ao ar de Kelly Ripa na terça feira foi anunciada, esperada, comentada e bastante festejada depois do drama em volta da notícia sobre a ida de seu co-apresentador Michael Strahan para o GMA. Kelly trabalha há 26 anos na ABC, escolheu Strahan para o cargo, foi avisada da decisão da ABC na mesma hora da imprensa e “sumiu” por dois dias. Não se falou em outra coisa: este era mais um sinal de sexismo da indústria. Mas ela voltou terça com um monólogo bem humorado, dizendo que os diretores da ABC pediram desculpas e com uma mensagem que permeou revistas e talk shows pelo resto da semana: respeito no local de trabalho. O monólogo aqui. Para o lugar de Michael, Live vai “testar” apresentadores como fez há 4 anos e fala-se em Ryan Seacrest e Anderson Cooper.

Still0426_00000_1461714754000_1941831_ver1.0A 100 dias da Olimpiada, a NBC lançou sua campanha de marketing na quarta, dedicando muitas horas ao Rio de Janeiro: logo cedo mulatas sambistas em Times Square no Today Show, vinhetas diversas durante o dia, um programa de turismo às 7 da noite, 1stLook, que incluía reportagens sobre o carnaval e todas as carioquices para gringo ver e promos entrando 2 vezes por hora em primetime. Segundo o Wall Street Journal, a NBC pagou 1.2 bilhões pelos direitos de exibição exclusivos nos EUA e a campanha em si está custando U$100MM (30MM a mais que o que a NBC gastou em Londres em 2012) e serão 7500 spots no ar em todas as plataformas digitais do grupo, mais NBC, NBC Sports, Telemundo, USA, Oxygen e Bravo. A cobertura do Today no Rio começa em 5 de Agosto.

Gisele está fazendo a ronda de imprensa (seu livro pela Taschen sai em 10 de Maio), com entrevistas diversas, como no Access Hollywood e E!.Na quarta, no late night,  Gisele resolveu “passar o bastão” para Jimmy Fallon ensinando-o a desfilar no Tonight Show.

Night Manager foi a estréia mais importante do AMC nos últimos anos: fez 1.6 MM no Live+3 e provou que o canal pode conseguir bons números em sua terceira noite da semana (em programação, como vocês sabem, “o segredo” é conquistar uma noite de cada vez). AMC já tem a liderança aos domingos, com The Walking Dead e Fear The Walking Dead, Better Call Saul às segundas (embora tenha terminado agora) e Night Manager na terça por 6 episódios. Imediatamente após Night Manager, estréia outra minissérie, Feed The Beast, sobre a abertura de um restaurante, com David Schwimmer no elenco.

Game Of Thrones estreou no domingo 24 com 7.94MM ao vivo (10.7MM com reprises e HBO Go). É um número apenas OK para os EUA (igual ao finale da 5ª temporada) e que deve subir com Live+3 e +7. Mas foram 1.5MM de tweets, 2.2MM na Inglaterra, 1MM na Australia e outros números recordes ao redor do mundo.

No dia anterior na HBO, Beyonce lançou um “album visual” chamado Lemonade, que deu o que falar a semana inteira porque ela canta sobre uma provável infidelidade do marido (“Becky de cabelo bom”). Colunas diversas, demonstrando total falta de assunto, especularam muito sobre quem seria a tal Becky, fazendo com que Rita Ora e Rachel Roy tivessem que desmentir boatos.

NOTICIAS E OUTRAS PLATAFORMAS

Travel Channel estréia dia 9 sua versão de Chegadas e Partidas: Hello Goodbye, produzido por Ellen DeGeneres (e apresentado por Curt Menefee).Com uma produção um pouquinho mais cara, Hello Goodbye vai a um aeroporto em cada programa. Na estréia, dois episódios juntos, um em Dallas/Fort Worth e outro em Chicago O’Hare.

Gordon Ramsay, chef por trás de sucessos como MasterChef e Hell’s Kitchen,  está abrindo seu próprio estúdio nos EUA em parceria com a maior produtora independente britânica, All3Media. Studio Ramsay vai produzir ficção e não ficção de séries com o tema comida e desenvolver novos talentos do mundo todo para o vídeo. Gordon Ramsay tem um development deal com a Fox de 2 anos.

As atrizes de Shondaland também ganharam development deals com a ABC Studios: Viola Davis e Kerry Washington para desenvolverem projetos para TV aberta, fechada e streaming. Kerry abriu a produtora Simpson Street e o primeiro projeto foi ao ar na HBO há uma semana, Conviction, sobre  Anita Hill. Já Viola abriu JuVee com o responsável por ficção do Bravo, Andrew Wang.

Fullscreen, o serviço de SVOD tipo Netflix para jovens (13-30 anos), estreou na terça. Por $4.99, o usuário pode acessar séries antigas como Dawson’s Creek, e originais, que inclui um thriller dirigido por Bret Easton Ellis, The Deleted, e uma sketch-comedy diária chamada Party in the Back. A meta é alcançar 5 MM de usuários (com break-even de apenas 1MM) embora não divulguem data para alcançar estes números.

Turner vai lançar no outono um canal de filmes para fãs de cinema (entre 22-45 anos) que não querem assinar pacotes premium de cabo. Será só em OTT, se chama FilmStruck e será administrado por Turner Classic Movies e The Criterion Collection (dona de mais de 1000 filmes de arte). Na programação,  filmes de arte e cults, como The Player ou A Hard Day’s Night, e um refresh de 500 novos títulos por mês.

O Daily Television publicou um estudo Kantar Ibope sobre o volume de compras de espaço publicitário no Brasil em 2015. Retrospectiva & Perspectivas 2015. 70% da verba publicitária vai para a TV.

 

DEVELOPMENT

Paramount Television vai desenvolver uma série baseada no bestseller de Rebecca Traister, All the Single Ladies: Unmarried Women and the Rise of an Independent Nation, que fala da vida economica, sexual e emocional das mulheres do século 21.

Bravo renovou 14 de seus realities e aprovou o desenvolvimento de 6 novos: um sobre negócios administrados pela família, outro sobre os apartamentos/casas de famílias que se mesclam (Yours, Mine or Ours), um sobre os funcionários de um hotel de estação de esqui (The Lodge), um grupo que passa o verão juntos (Summer House), uma comédia de não ficção com um grupo de amigos de Oklahoma (Oklahoma City) e os ótimos documentários de Andy Cohen, Then and Now (ele escolhe dos anos quaisquer, um do passado e um do presente e traça paralelos)  É difícil de acompanhar a quantidade de realities do Bravo, mas na semana passada eles estrearam um bom título There Goes Motherhood, com 6 mães (de Los Angeles) fazendo um curso de educação dos filhos.

Netflix e a BBC vão desenvolver um clássico infantil inglês, Watership Down. Será uma minissérie de animação em 4 episódios, estreando primeiro na BBC e depois Netflix ao redor do mundo. Vozes de John Boyega, James McAvoy, Nicholas Hoult, Ben Kingsley e Gemma Arterton.

FOOD FOR THOUGHT
Screen Shot 2016-04-28 at 11.00.09 AMAh…o humor argentino. A intenção até foi nobre e a criação inteligente, mas o resultado não é para qualquer um: um homem obeso demonstra o auto-exame de mamas.  A agência argentina David Buenos Aires junto com Movimiento Ayuda Cáncer de Mama MACMA criaram o anúncio para evitar a censura das redes sociais, que não permitem “mamilos expostos”.

Começam as homenagens ao fim de The Good Wife, que termina sua 7ª e última temporada em uma semana. O NYTimes fez uma ótima matéria com seus criadores e Juliana Margulies, incluindo cenas preferidas dos atores.

chefs-table-key-art-500A segunda temporada de Chef’s Table (Netflix) vai ter os chefs Alex Atala (mais Ana Ros da Slovenia; Dominique Crenn de San Francisco; Enrique Olvera do Mexico; Gaggan Anand  da Tailândia; e Grant Achatz de Chicago). A arte, divulgada esta semana, é linda, aí do lado. Há ainda outros 10 episódios em produção, que serão divididos em terceira e quartas temporadas: uma mini dedicada a 4 chefs franceses (entre eles, o irmão caçula do Claude, Michel), com estréia ainda em 2016, e outra para 2017, com mais 6 chefs do mundo inteiro. O diretor David Gelb (de Jiro Dreams of Sushi) quis dar uma qualidade cinematográfica à produção, inspirando-se em Planet Earth da BBC. Falando sobre a experiência com Atala, o diretor disse que foi um pequeno desafio: Amazônia, floresta, mosquitos, cobra, etc.  A lista dos chefs:
Chef’s Table, Season 2 – estréia em 27 de Maio
Alex Atala, Dom, (Brasil)
Ana Ros, Hiša Franko (Slovenia)
Dominique Crenn, Atelier Crenn (EUA)
Enrique Olvera, Pujol (Mexico)
Gaggan Anand, Gaggan (Thailand)
Grant Achatz, Alinea, Next, The Aviary (EUA)
Chef’s Table, Season 3 – Os Franceses, 2º semestre de 2016
Alain Passard, L’Arpege (França)
Michel Troisgros, Maison Troisgros (França)
Adeline Grattard, Yam’Tcha (França)
Alexandre Couillon, La Marine (França)
Chef’s Table, Season 4 – 2017
Ivan Orkin, Ivan Ramen (EUA, Japan)
Jeong Kwan, Chunjinam Hermitage, Baekyangsa Temple (Coréia do Sul)
Nancy Silverton, Mozza (EUA)
Tim Raue, Restaurant Tim Raue (Alemanha)
Virgilio Martinez, Central (Peru)
Vladimir Mukhin, White Rabbit (Russia)