semana de 28 de maio – Oprah na cozinha, CNN nos anos 80, novas séries no Bravo, Netflix, Showtime

NA TV

David Schwimmer pré-estréia domingo Feed the Beast, que entrar em seu horário normal na terça (com um segundo episódio). Feed the Beast é uma série sobre comida & máfia: dois melhores amigos estão a ponto de perder tudo quando decidem realizar um velho sonho de abrir um restaurante no Bronx. Só que um deles, o chef, está enrolado com a máfia e o outro é pai solteiro tentando superar o alcoolismo. Abertura, claramente seguindo os passos da HBO:

History, A&E e Lifetime estrearam no feriado sua releitura do clássico Roots, que uma vez (1977) chegou a dar a terceira maior audiência da história da TV americana (36MM). Tinha jogo valendo eliminação no NBA (16MM) ao mesmo tempo e os números foram bem menores que até mesmo os outros especiais do History: 5.3MM.

NBC trouxe Simon Cowell de volta à TV americana para America’s Got Talent (fez 11MM) bem como o programa de variedades, Maya & Marty (com os comediantes Maya Rudolph e Martin Short, 6.3MM).  Com o fim oficial da temporada de TV, começa o festival de festival de competições e realities: 500 Questions (ABC), America Ninja Warrior (NBC), Masterchef (Fox), Hotel Hell (Fox).

Uma maratona na HBO comemora no fim de semana os 15 anos de uma das melhores séries jamais escritas, Six Feet Under. Alan Ball fala sobre a série, inclusive sobre o clássico finale. E a HBO dá um mês de graça.

 

NOTICIAS

No dia que Showtime anunciou o desenvolvimento de Purity, baseado no livro de Jonathan Franzen (do premiado The Corrections/As Correções), o presidente do canal, David Nevins, falou sobre sua nova estratégia de programação: as novas temporadas vão estrear uma por mês. Masters of Sex volta em Setembro e Shameless em Outubro, The Affair em Novembro. Assim, Homeland só volta em janeiro de 2017 (e deve ser renovada por 3  temporadas). Como eles são movidos a assinantes, é uma maneira de mantê-los. Nevins também disse que 80% de sua audiência vem de delayed viewing (DVR/VOD).

Snapchat ultrapassou o Twitter em usuários por dia: 150MM a 140MM.

Saiu o relatório anual de tendências da Internet de Mary Meeker, apresentado na Re/Code. O relatório tem 200 paginas mas a Ad Age destacou 7 tendências: o futuro é de aparelhos móveis, Google e Facebook estão ganhando o jogo, a maioria de usuários bloqueia anúncios no desktop, millenials ainda estão no Facebook, mensagens curtas são melhores e o futuro pertence aos chats.

Mais uma gigante de mídia com um pé na culinária: Oprah Winfrey. A toda-poderosa está entrando com pedidos de patentes e registros de marcas de uma série de produtos de cozinha, parte de uma marca maior chamada Oprah’s Kitchen. Sem confirmar os produtos exatos, os registros vão de especiarias a amêndoas e azeites, saladas e sobremesas a comida de cachorro.

Uma ótima campanha da CNN no Facebook de orçamento zero promove a série de documentários The Eighties com crianças manuseando teconologia da época.  A campanha foi ao ar no início de Maio, contou só com “voluntários”, realmente custou nada e está só no Facebook “porque permite uma janela de exposição maior que outras redes sociais”. E funciona. Aliás, foi o 46º aniversário da CNN na quarta, dia 1º (o canal foi inaugurado com discurso de Ted Turner, não muito diferente do Canal Futura)

 

 DESENVOLVIMENTO

Não! Kardashians continuam se replicando! Graças ao E!, o filho mais novo, Rob Kardashian, e sua noiva Blac Chyna ternao mais um reality. Serão 6 episódios (de 60′) para documentar a chegada do primeiro filho do casal.

Jenji Kohan vai criar para o Netflix uma versão de uma série sobre a liga feminina de luta livre dos anos 80. GLOW ou Gorgeous Ladies of Wrestling (“Lindas Mulheres da Luta”) terá 10 episódios.   O original teve 104 episódios, foi exibida entre 1986-90  e era baseada na famosa academia feminina de Los Angeles, Barbarella.

Julie Andrews está indo para Netflix para protagonizar uma série pré-escolar em desenvolvimento pela Jim Henson Company: Julie’s Greenroom. Ms. Julie será professora e diretora de uma escolade artes. Outras participações incluem Alec Baldwin, Tituss Burgess, Carol Burnett, Josh Groban, David Hyde Pierce, Bill Erwin, Ellie Kemper, Idina Menzel e Stomp.

BBC America anunciou uma série de projetos em desenvolvimento. Inclui um de Amy Poehler, Zero Motivation, que será baseado no filme (de mesmo) sobre a vida no exército israelense vista pelos olhos de um eclético grupo de mulheres. Outros projetos incluem Trip, dos mesmos produtores de Top of The Lake, sobre reincarnação; Memoria, um sci-fi sobre invasão alienígena.

 Melissa McCarthy e o marido Ben Falcone estão desenvolvendo uma comédia para o TV Land, Nobodies, sobre um grupo de amigos desconhecidos que tenta trazer amigos famosos para participar do filme deles.

Bravo está desenvolvendo 7 novas séries de não ficção. Entre elas, mais uma ao vivo de Andy Cohen, um game show e uma apresentada por Ryan Serhant (aquele que fechou o Times Square para pedir a namorada em casamento ).

Look Who’s Hosting Live: Andy Cohen  (que apresenta o programa com nome perfeito, Watch What Happens Live) vai dar a celebridades a chance de ocupar aseu lugar por um noite e ter seu próprio late night talk show. Do monólogo aos entrevistados, cada noite será de alguém.

Employee of the Month: um bom vendedor pode vender qualquer coisa para qualquer um, é o que vai provar um dos agentes de Million Dollar Homes, Ryan Serhant, ao coach vendedores que não estão performando bem (em qualquer área).

Real Estate Wars: dois agentes imobiliários rivais na California vão competir para ver quem vende mais em 6 meses.

Stripped baseado em um formato escandinavo, é um reality classificado como “experiência social”. Dois indivíduos materialistas concordam em se desafazer de tudo que possuem (roupa, móveis e objetos de valor) por 21 dias para descobrir como sua vida será afetada. A cada dia eles são autorizados a recuperar algum artigo que não podem viver sem.

I’d Kill for That: Amigos e colegas competem numa série de joguinhos para ganhar seu objeto de desejo.

State of Affairs: uma especialista em infidelidade, Dra. Lisa Paz, forte defensora de que monogamia não existe vai aconselhar casais cujo casamento foi abalado por infidelidade com seus métodos pouco tradicionais.

Invitation Only: docu-série onde um protagonista convida os amigos mais próximos em diferentes fases da vida para se encontrar outra vez. Com todos sob o mesmo teto, o que pode acontecer?

 

FOOD FOR THOUGHT

O Instituto de pesquisa Nielsen deu uma repassada nos hábitos de mídia esta semana dividids por gerações e cidades. Enquanto o tempo gasto com a TV tradicional diminuiu na maioria das gerações ao longo dos últimos anos, a fragmentação deu ao espectador mais opções de conteúdo, e ele está tirando proveito (consumo de entretenimento no tablet cresceu 9%). Já a Wharton fez uma pesquisa recente sobre as diferenças de consumo (compras) entre millenials, boomers e generation X.

Alan Sepinwall escreve sobre televisão há 20 anos. Ele celebra a si próprio com uma retrospectiva na sua coluna.