semana de 19 de setembro — Fall Seaon estréia, Amal fala, hábitos do usuário Netflix

NA TV e em OUTRAS PLATAFORMAS
Que o Emmy teve sua audiência mais baixa em anos (11.3MM) não é mais novidade — foi contra o screen-shot-2016-09-22-at-8-23-26-pmfootball americano na NBC (20.5MM) e contra a estréia da minissérie sobre JonBenet (a garotinha assassinada há 20 anos) na CBS (fez 10MM). Esta estréia na CBS, aliás, é uma quebra do “acordo de cavalheiros” que as redes abertas tem em não estrear nada importante nas noites do Emmy, que revesa a transmissão entre as 4 grandes.  Nos breals do Emmy, Netflix mostrou um brand spot com foco em suas mulheres (fortes)She Rules, ABC promoveu muito a série com Kiefer Sutherland (eterno Jack Bauer), Designated Survivor, e James Corden protagonizou um ótimo comercial para Apple Music, tentando pitch ideias de um comercial. E Jimmy Kimmel foi ótimo.

Uma semana inteira de estréias na TV aberta, com a  CBS e NBC sendo as mais estratégicas na programação, exibindo suas maiores apostas após fortes lead ins (programas imediatamente antes, que mantém a audiência vertical):

Na segunda, a comédia Kevin Can Wait (CBS) fez 11.2MM, programada logo depois da volta de Big Bang Theory (15.4MM).  Na NBC,  The Good Place teve pré-estreia depois da volta do The Voice (12MM) e fez 8MM, com dois episódios juntos (o conceito é difícil de explicar e o primeiro episódio foi todo dedicado à exposição das regras e quinta, entrou em seu horário normal, com o 3º ep). Na TV paga, FX anunciou que American Horror Story teve sua melhor estréia até hoje: 8.6MM (no Live+3). No late night, Hillary Clinton visitou Jimmy Fallon, engrossando o coro de que ele pegou muito leve com Trump na semana anterior, e de manhã no Today, Amal Clooney deu uma entrevista (exclusiva). O assunto: ISIS, que ela quer processar por tráfico de menores e genocídio.

Na terça, Bull (CBS) estreou muito bem, 15.49MM, mantendo os número do lead in, NCIS, 15.99MM. Bull é baseada na vida de Dr. Phil (o psicólogo que ficou famoso com Oprah). O superhypado This is Us (NBC) fez bons 10MM, com o elenco tuitando ao vivo e uma história que finalmente disse a que veio (são todos de uma família só). Mas o mais divertido da noite veio no late night, com Sofia Vergara no Tonight Show, inalando hélio.

Na quarta, na ABC, Designated Survivor fez 10MM (ótimo, será exibida pela Netflix no resto do mundo) e Speechless, uma elogiada comédia sobre uma família com um adolescente paraplégico que não fala (síndrome de palsy), fez 7.8MM.  E como toda comédia na ABC precisa ter um episódio na Disney, Black-ish teve seu episódio de estréia lá — fez 6.4MM. Na Fox, Lethal Weapon estreou com 7.8MM e Empire voltou bem, com 10.8MM e matando uma personagem importante. Digno de nota, para quem acha que série não é repetição, Law & Order SVU (NBC) estreou sua 18º temporada com muito bons 7.7MM. No late night, Kimmel trouxe a 10ª edição de Mean Tweets.

E finalmente quinta, Pitch estreou na Fox, sobre uma pitcher feminina de baseball. Na ABC, TGIT voltou com Grey’s Anatomy, Notorious e How to Get Away with Murder (também matando uma personagem). Números todos mais baixos porque foi dia de NFL/football.

Sexta chega The Exorcist na Fox já com boas críticas.

MARKETING

Esta instalação da Fox no Times Square é criativa e teve como objetivo promover Lethal Weapon, que estreou na quarta, dia 21. Aqui um video com os resultados.

bull-profile__twocolumncontent A CBS criou um desses joguinhos interativos para promover Bull, indicando que tipo de juiz você seria, com base em seus tweets. Tem a ver com o tema da série, claro. É só tuitar para @BullCBS  com o hashtag #DrBullReadsYou para receber sua análise personalizada.

Cartoon Network estreou esta semana um clip resultado da parceria com a ONG Smart Girls de Amy Poehler,  que ilustra o “empoderamento” feminino de Powerpuff Girls.  Elas também estão produzindo 3 mini docs ilustrando como as pessoas usam seus ingredientes especiais para criar, ensinar e inspirar quem está em volta.

Há 15 anos, a BMW faz curtas promocionais dirigidos por grandes cineastas. A estréia em 2001 foi com quatro filmes de David Fincher. No ano seguinte, Ridley Scott dirigiu outros quatro. Este ano, em Outubro, vem mais uma série de curtas dirigidos por Neill Bloomkamp, com Clive Owen e Vera Farmiga, entre outros. Teaser aqui.

Peças de red carpets ou de Fashion Week vendidas instantaneamente? Tom Ford já fez seu desfile  “see now buy now”, com um lip contour à venda ao mesmo tempo. O Hollywood Reporter analisa como isso mudaria a cara de celebrity branding.

 

NOTICIAS

screen-shot-2016-09-22-at-8-06-48-pmA separação de Brad Pitt e Angelina Jolie foi anunciada às 10 da manhã de terça pelo TMZ. Logo em seguida, as colunas de celebridades e fofocas entraram num frenesi editorial para publicar o máximo de novidades por minuto, a People correu para fazer uma rara segunda edição na mesma semana e na TV todos os jornais e talk shows — matutinos, vespertinos e noturnos — tem falado sobre a notícia ad nauseum.

Comcast vai lançar uma nova linha de negócios em 2017: telefonia móvel. Deve usar seu acordo com Verizon (para as ondas no ar) e seus 15 milhões de hot spots de wi-fi. O objetivo é reter seus assinantes de pay TV. Aliás, a Comcast oferece Netflix na sua nova caixa de cabo, X1 a partir desta semana. E eles  não devem parar por aí,  com outros provedores de streaming já em negociações.

Uma matéria do WSJ informa o exagero que Facebook mede a audiência de seus vídeos. Por que isso importa? Porque na verdade não se sabe na realidade como vídeos digitais estão sendo medidos — e há verba publicitária saindo da TV em favor de vídeos digitais.

 

DESENVOLVIMENTO


Zero Days
é o nome do novo documentário de Alex Gibney (de Going Clear) que estreou no Festival de Berlim em Fevereiro e está ganhando um tratamento de série para a Universal Studios.  O título provisório é  Stuxnet e será um thriller dramático, com direção de Gibney.

Mais um fime vai virar série, She’s Gotta Have It, “clássico” de Spike Lee de 86. Na Netflix, com 10 episódios.

Megyn Kelly, a estrela da Fox News, vai produzir uma comédia política para Go90, plataforma digital da Verizon. Embeds será sobre 5 jovens repórteres cobrindo a campanha presidencial e achando que vão moldar o futuro do país através de suas aventuras. 6 episódios de meia hora, com muitas participações especiais.

A celebrity chef americana Sandra Lee (e mulher do governador de NY, Andrew Cuomo) terá sua história contada em um telefilme da Sony. A história será baseada em seu livro de memórias Made From Scratch, que conta desde sua infância com a mãe abusiva até virar estrela do Food Network.

 
FOOD FOR THOUGHT

Antes do Emmy no domingo passado, o LA Times fez uma boa matéria sobreo canal mais interessante da atualidade, o FX. Quase todos os riscos criativos que correm, funcionam.

bn-px618_binge_j_20160921013720Segundo o WSJ, a Netflix divulgou um pouco mais dos hábitos de seus assinantes, como o tempo que levam para se tornarem fiéis a uma série. No caso de Stranger Things levaram 2 eps. No caso de Making a Murderer,  4 eps. Já com Jane the Virgin e Gilmore Girls, 7 eps. É uma boa leitura.

Um analista do Variety comparou os EBITDA de Netflix em relação a outros canais, indicando como estão defasados na monetização, ganhando menos.