semana de 14 de novembro – autobiografia de Kelly, promo ranking, skinny bundles impactam TV paga

NA TV

Michelle Dockery voltou ao ar na terça feira na TNT e bem diferente de Lady Mary.  Good Behavior mostrou seu lado sensual e sórdido na personagem Letty Raines, uma criminosa que acabou de sair da prisão e, enquanto assalta um quarto de hotel, ouve um marido contratar um assassino para matar a mulher. Ela resolve fazer o bem e estragar o plano do marido, só que se envolve romanticamente com o assassino.  A audiência ao vivo foi morna, deve crescer no DVR.

Na quarta, uma nova comédia da engraçada Ali Wentworth no Pop mistura ficção e realidade. Nightcap é low key e parece ação entre amigos (tem Sarah Jessica Parker, Gwyneth Paltrow, Paul Rudd, Kelly Ripa, Debra Messing, Whoopi Goldberg, Denis Leary, Michael J. Fox, Mark Cuban, etc.). Ali é Staci, produtora de um programa de entrevistas apresentado por um “racista homofóbico”, Jimmy, que recebe as personalidades interpretando a si mesmas.

Quarta também foi dia de Gisele conduzir parte do episódio de Years of Living Dangerously (Nat Geo) sobre desmatamento e mudança climática. Sua curiosidade é natural e ela vai da Amazônia à sua cozinha em Boston. Para promover o episódio, ela fez a ronda de programas de entrevistas, como o Today Show.

Na sexta a Fox News mostra como vive o ostensivo novo presidente com um especial, OBJECTified: Donald Trump, apresentado por Harvey Levin, principal âncora do TMZ. No domingo passado, a primeira entrevista como presidente eleito foi ao 60 minutes, da CBS, geralmente líder de audiência na faixa de horário. Domingo, a audiência foi 34% mais alta: 20 milhões (não tão alta quanto o football, que deu 22MM na NBC e 24MM na Fox).

Muito bom este image spot do AMC, parte da campanha “A Vida Imita AMC“.  Em julho eles já tinham feito um com este tema.
 

NOTICIAS e OUTRAS PLATAFORMAS

Roma Downey e Mark Burnett estão lançando um novo canal religioso chamado Light TV, com programação original e do acervo da MGM. As notícias sobre este canal surgiram há um ano, quando o estúdio concordou em adquirir 45% da JV que o casal tinha com a Hearst e United Artists (depois desta aquisição, Burnett virou presidente da MGM).

f8f7bb06612690f7ecea60ebe2dacb9asuperficial-3d-8Duas auto-biografias de personalidades da TV acabaram de sair: a de Megyn Kelly (Fox News) e a de Andy Cohen (Bravo). Andy, do late night do Bravo, Watch What Happens Live, fez seus convidados lerem trechinhos de seu Superficial (aqui estão Woopi Goldberg e Sarah Jessica Parker). Megyn Kelly divulgou o seu Settle For More em diversos canais, sem deixar de contar sobre seu embate com Trump (e a tentiva de intimidá-la) ou sobre o ex-chefe Roger Ailes (acusado de abuso sexual). Os trolls da internet tentaram avacalhar o livro na Amazon, que rapidamente apagou os comentários mais maldosos. Segundo o New Republic, não é a primeira vez que Amazon tenta evitar a propagação de comentários negativos.

AMC Networks adquiriu uma parte minoritária do site e produtora de comédia Funny Or Die.  O deal vai permitir a criação de novas comédias (vídeos curtos e séries) em diversas plataformas, até mesmo um bloco Funny or Die na TV (no IFC).

Graças a Trump, a campanha eleitoral foi um mar de lama. Como consequencia natural, vê-se o surgimento de uma série de aplicativos para melhorar o astral. Entre eles, um de Jamie Oliver que não tem nada a ver com comida: You-App, um aplicativo motivacional que incentiva a realização de uma tarefa específica a cada dia. Outro, Nobly, incentiva o usuário a fazer gentilezas.

PromaxBDA, 
Broadcasting & Cable e o iSpot.tv passaram a publicar um ranking semanal dos 5 promos mais eficazes, incluindo o gasto em mídia.  No primeiro lugar da semana passada, o promo da minissérie Mars, que estreou no NatGeo na segunda, e teve um bilhão de repetições (não apenas no próprio canal). Em segundo na semana passada, a série nova da TNT, Good Behavior. Outros números:

promos

DESENVOLVIMENTO

PBS está desenvolvendo um documentário que vai mostrar como as pessoas navegam por grandes eventos da vida e épocas de crise, rezando.  Sacred, será dirigido por Thomas Lennon e co-produzido com a japonesa WowWow.

History aprovou a criação de uma série (documentários) produzida por Leonardo DiCaprio que vai contar a história de pioneiros norte-americanos, como Daniel Boone, Lewis e Clark, Andrew Jackson e outros durante 75 anos de história.

fleabagAMC e BBC America estão desenvolvendo um thriller de 8 eps da criadora de Fleabag, a ótima comédia da Amazon com Phoebe Waller Bridge. O thriller chama-se  Killing Eve e é baseado no romance de Luke Jennings sobre uma mulher contratada para achar um assassino.

Robert Downey Jr e a mulher Susan assinaram um first look deal com a produtora Sonar Entertainment para criar projetos de ficção e não-ficção. O primeiro projeto é uma ficção de Downey Jr, Singularity, que ele também vai dirigir.

Oxygen vai desenvolver três projetos inspirados em redes sociais para atingir a geração millenial: Social Girls,  que segue as rainhas do selfie que dominam as redes sociais; Review Rage, interpretação cômica das críticas online feitas por consumidores e vendedores, e Love to Hate, sobre as quedas catastróficas de celebridades na era digital (como Justin Bieber, Lindsay Lohan).

Fox está desenvolvendo um drama com a dança como tema. The Cut, produzida por McG, vai se passar na Manhattan School of Dance, com um protagonista masculino, dançarino do metrô que sonha em ter uma oportunidade profissional.

Swing Time, o novo livro da escritora Zadie Smith, vai virar série de TV, com roteiro dela mesma e também vai falar de dança. A história é sobre a amizade entre duas mulheres, mas só uma tem talento para dançar.

FOOD FOR THOUGHT

Há alguns anos, as temporadas de TV seguiam a mesma estratégia: estréias  seguidas de reprises. Depois veio a programação em blocos, com episódios inéditos seguidos de um “break” depois de 13-14 eps e o resto da temporada.  Mas como a audiência caiu muito no ano passado, as  redes abertas estão reconsiderando esta estratégia, não querendo mais prolongar os hiatos.  É a análise da ADWeek.

No Variety, uma análise sobre o impacto dos skinny bundles (pacotes de 10-15 canais) na TV paga.

Um novo estudo da Netflix diz que 62% das mulheres considera que ver TV com a mãe/filha ajuda a relação das duas. Foi o suficiente para Netflix criar uma mini-campanha para o lançamento de Gilmore Girls na sexta, 24: Date Night With Mom.

 giphy-1 giphygiphy-2