semana de 11 de dezembro – Instagram live, Tinder na TV, Facebook fact-check, mais listas de melhores

NA TV e OUTRAS PLATAFORMAS

A epidemia de notícias falsas (“fake news“) é real e  Anderson Cooper (CNN) entrevistou um dos autores de muitas delas, Paul Horner, que está ganhando 10 mil dólares por mês só em Google Ads. Horner,  que chegou a dizer ao Washington Post, que ele foi responsável pela vitória de Trump, argumenta que só estava fazendo sátira.  Na quinta, Facebook anunciou novas medidas para controlar a disseminação de notícias falsas com parcerias com empresas fact-checkers sérias, como ABC News, FactCheck.org, Snopes and Politifact (o usuário indica o alerta de notícia falsa em potencial, as empresas checam).

rectify-watching-recommendation-videosixteenbyninejumbo1600Rectify terminou sua história depois de 4 temporadas no Sundance. A série nunca teve muita audiência, mas é excelente, elegante, poética e de ritmo diferente de todo o resto na TV. Conta a história de um homem acusado de pena de morte que sai da prisão depois de 20 anos e precisa se adaptar à vida normal. A série tem fãs fiéis e o  ótimo site de Rectify tem extras, 360º dos sets em RV e até podcast.

No domingo, mais um finale de Walking Dead (AMC) , agora com quase metade da audiência desde que estreou, 10.58MM (6.5 no target que importa, do anunciante, 18-49). Finale do The Voice (NBC)  na segunda e terça fez bons números (12 milhões) e elegeu mais um artista country (não o da melhor voz, claro).  Finale de Empire (FOX) na quarta caiu 39% em relação 2015 (7.5milhões). Star estreou logo depois segurando esta audiência (6.7MM), mas entra em seu horário normal dia 4, justamente no lugar de Empire.

America’s Top Model, que tinha sido cancelada no CW, voltou ao ar no VH1. Tyra Banks continua produzindo, mas a apresentação agora é da cantora Rita Ora. Teve  números decentes  (1.3MM entre 18-49).

Três roteiristas dos Simpsons trabalharam dentro de um Starbucks por tanto tempo que acabarando criando uma série para eles (para ser vista na home page quando o o usuário usa o wi-fi). São 8 spots de 90″, estreiam no site esta semana e nas lojas em Janeiro.  Este é um promo.

Chegou a vez do Instagram possibilitar vídeos ao vivo. A partir desta semana os 78 milhões de usuários nos EUA podem criar suas “histórias” ao vivo, assim como salvar um post. Agora, o Instagram soma-se ao Facebook Live, YouTube Live, Periscope (do Twitter) e Meerkat. É uma questão de dias até Snapchat fazer o mesmo.

No novo Apple TV, o Tinder pode ser visto na TV e para promovê-lo, eles fizeram uma série de comerciais explorando a estranheza que isso poderia causar na família (ou não): da mãe que se mete,  ao pai que finge não estar ouvindo, à avô  explorando pretendentes.  São uns 10 destes, que podem não inovar na realização, mas no conteúdo….

 O vídeo mais recente da campanha Real Beauty da Dove usa como referência o meme Mannequin Challenge que surgiu em Novembro (todos posam de estátua enquanto alguém filma) e virou mania nacional.  Dove deixa a mensagem bem clara: “manequins deveriam ser como nós”.

 

NOTICIAS

Emmy Rossum, de Shameless, é a mais recente atriz a exigir salário igual a um colega masculino mais bem remunerado (William Macy). Emmy estava segurando a renovação (e consequente produção da 8ª temporada de Shameless) até que recebesse mais que Macy, para compensar os anos em que ganhou menos. Conseguiu.  Miraculosamente,  Shameless dá alguma audiência entre A18-49 ao Showtime.

Esta crítica da Vanity Fair ao restaurante de Trump na Trump Tower despertou a ira do presidente eleito a ponto dele tuitar um ataque (como faz sempre com alguém que o critica), dizendo que Vanity Fair tinha acabado, ninguém lê. A forma de virar o jogo de Vanity Fair foi inteligente: qualquer artigo vem com uma tarja “a revista que Trump não quer que você leia, assine agora”.

Pela primeira vez em uma década a indústria musical está crescendo outra vez, graças ao YouTube, que pagou ao menos U$1Bi à indústria só em anúncios. Mesmo assim, a RIAA (Associação de gravadoras) reclama que as tarifas de YouTube são mais baixas que as de serviços por assinatura, como Spotify e Apple Music. YouTube argumenta que para a música, que eles tem duas fontes: anúncios e assinatura (que em 2015, rendu $1.8Bi à indústria musical).

ABC estreou sua série digital Slingshot, que é um spin off de Agents of SHIELD, concentrando a história nujma das personagens, YoYo. Slingshot é produzida pela mesma equipe de SHIELD mas vive apenas no aplicativo e ABC.com.

shondaShonda Rhimes vai dar um curso de roteiro online, Master Class. Csuta 90 dólares são mais ou menos 14 aulas e dá para ir e voltar quando quiser. Já fiz um destes (Aaron Sorkin), mas são básicos e um pouco chato. Mas vou fazer o de Shonda porque dá acesso aos roteiros de Scandal que são dificílimos de achar.

Mais listas de melhores do ano:  a do  Flavorwire,  a do crítico Alan Sepinwall no Hit Fix,  a do Hollywood Reporter e uma que foge do tema TV mas é divertida: os memes do ano de acordo com a New York Mag.  São tantos que há um por dia num calendário do ano inteiro. A do dia 19 de Maio, Chewbacca Mom, foi um dos verbetes mais procurados do google este ano e o vídeo hilário de 24 de setembro um dos vídeos mais visto no ano no YouTube, Apple Pen Pineapple Pan.

 

FOOD FOR THOUGHT

Samantha Bee, a primeira a conduzir um late night show diário (TBS), está em todas as listas de melhores do ano.  Seu programa foi renovado e a NewYork  também celebra a apresentadora esta semana com 45 de suas aspas mais brilhantes nestes seus 8 meses de programa. Entre elas, todos os eufemismos para vagina usados por Samantha.

stellabyStella McCartney contratou a diretora surrealista Philippa Price para criar um video promocional para sua coleção de verão 2017 e o resultado é estranhíssimo. Uncanny Valley chama-se o vídeo, foi filmado no deserto de Nevada e aproveita o terror dos palhaços, que foi bem controverso este ano.