semana de 26 de fevereiro – snapchat na bolsa, CNN e Colbert crescem, personal Netflix, Matthew Weiner fala da série nova

NA TV

O Oscar ocupou quase o domingo inteiro do E! e da ABC até uma hora antes da transmissão quando ABC, que compra os direitos da Academia, exige exclusividade. A audiência foi baixa, 32.9 milhões, mas nada que preocupe os anunciantes, porque quem viu, viu ao vivo e não pulou comerciais,  O crítico Brian Lowry dá o contexto histórico desta tendência, a fragmentação da audiência. E o fiasco está rendendo assunto até hoje.

O esforço promocional maior da ABC durante o show foi para When We Rise, um docudrama de 4 episodios sobre um grupo de ativistas de direitos gays, dos negros e da mulher em San Francisco nos anos 70. Mas a estréia na terça feira foi bem modesta, 3MM.

Na manhã seguinte, enquanto o GMA (ABC) continuou falando de Oscar, com bailarinos convidados para replicar coreografias de La La Land (ooops), o Today antecipou a volta da apresentadora Savannah Guthrie de sua licença maternidade e fez uma exclusiva com George W Bush.

À noite, o discurso de Trump ao Congresso foi ao vivo em 11 canais (todos os abertos e os pagos de notícias), com audiência menor que os presidentes anteriores (Obama: 52.4MM, Trump: 48MM, Bush: 63MM).

Stephen Colbert continua aproveitando a insatisfação política geral e ganhou seu primeiro mês de sweeps para a CBS (média de 3MM, contra 2.87 de Fallon). Na segunda,  trouxe Jon Stewart para dividir a bancada com ele e na quarta entrou ao vivo depois de TrumpConan O’Brien (do late night da TBS) fez um especial no México, ‘Conan Without Borders: Made in Mexico, que foi transmitido ao vivo para os países de lingua hispana.  Jimmy Fallon esta semana chegou a ficar em 3º e está soando até infantil.

O Vulture listou os 8 programas que mais cresceram com Trump.

Dick Wolf, criador de Law & Order, estreou a quarta franquia “Chicago” na NBC, Chicago Justice. Com Chicago Fire às 8, Chicago PD às 9 e Chicago Justice às 10 (ainda com crossover de personagens de Chicago Med), foi uma boa quarta feira para NBC, com média de 9MM.

NOTICIAS, MARKETING e OUTRAS PLATAFORMAS

Snapchat, que virou empresa pública ontem (super) avaliada em U$34 bilhões, está ganhando popularidade entre adultos. Segundo pesquisa da eMarketer, 70.4 milhões de americanos vão usar o Snapchat em 2017 e a maioria terá entre 18 e 24 anos, mas ao menos 8 milhões terá entre 45 e 54 anos (usando o cf9ncflusaauk2japlicativo pelo menos uma vez ao mês). E o número deve crescer pouco mais de 1% ao ano a partir de 2018

Com o supervalorizado IPO, o NYTimes fez um perfil completo do Snapchat, ilustrando sua força como rede social. Mas também tentou explicar como uma empresa que está perdendo dinheiro (515 milhões em 2016) pode ser avaliada em U$34Bi (resposta: esqueça receita e pense nos 158 milhões de usuários diários).

Netflix está lançando Netflix Personal Trainerque transforma suas personagens mais populares em personal trainers motivando usuários para o exercício. Pode-se escolher o tipo de exercício e a motivação e ouvir desde  Claire Foy, a rainha da Inglaterra, a Elie Kemper, de Unbreakable Kimmy Schmidt.  É mais uma ideia da série Make It, que dá sugestões para o usuário transformar sua experiência de visualização em algo divertido.

Chris Hardwick, que faz os talk shows depois de Walking Dead, Talking Dead, vai continuar com o programa todos os domingos no AMC mesmo com Walking Dead fora do ar.  Talking with Chris Hardwick terá uma hora, sempre com a participação de um ator da série e forte interatividade em redes sociais.

 
DESENVOLVIMENTO

Matthew Weiner finalmente está falando sobre sua série para Amazon: tem um orçamento de $50 MM, é uma antoogia, 8 episódios autocontidos com histórias e elencos diferentes, estréia daqui a um ano, pode ter atores de Mad Men e se chama The Romanoffs. Mais no Hollywood Reporter.

 NBC vai fazer um game show com Ellen, Ellen’s Game of Games. Serão 6 episódios e os games vão sair de seu talk show vespertino.

O famoso romance de Laura Esquivel, Como Agua Para Chocolate, vai virar série de TV. A Endemol comprou os direitos do livro para fazer uma série de ficção em inglês mas que pode se desdobrar em adaptações em outras línguas.

Como Bob Bakish divulgou no mês passado, ele quer maior sinergia entre as empresas da Viacom e seu primeiro produto é Lip Sync Battle, sucesso do Spike, que vai ser produzido para Nickelodeon,  Lip Sync Battle Shorties.

 

c5166p7wqaal_xhFOOD FOR THOUGHT
A capa do Hollywood Reporter desta semana é com o presidente da CNN, Jeff Zucker, e alguns de seus talentos (e nenhuma mulher…!!).  Zucker  fala da briga com Trump (“we all know the truth”, diz), no avanço na conquista de uma audiência de 100MM online (disputada com Buzzfeed), e como conseguiu lucrar $150 milhões em 2016 na CNN Digital.